Acesse o Portal CIIC

A Escola Medianeira nasceu no interior do Santuário de Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças. Ao aceitarem o desafio de fazer da “Educação um Serviço à Vida”, as Irmãzinhas da Imaculada Conceição deram início à missão educativa no dia 06 de março de 1957, respeitando as diferentes etapas da vida do educando, capacitando-o a realizar novas leituras da realidade e contribuindo para torná-lo um verdadeiro agente transformador na sociedade, incentivando-o a respeitar o próximo e o convívio em grupo.

Nossa História

Em 1959, foi iniciado o curso primário, funcionando nesse ano as 1ª e 2ª séries. A partir dessa época a instituição foi nomeada de Escola Nossa Senhora Medianeira. Em 1961, no dia 1º de março, o ano letivo escolar foi iniciado na nova construção, funcionando de 1ª à 5ª série primária, com um total de 100 educandos(as).

No ano de 1963, a antiga Escola Normal Regional Nossa Senhora do Trabalho, que até então funcionava junto à rua Andradas nº 1522, cedida pelo Colégio Sant’Anna, transferiu-se com aproximadamente 130 educandos(as) para o inacabado prédio da Escola Nossa Senhora Medianeira, que passou a ser dirigida pelas Irmãzinhas da Imaculada Conceição. A partir dessa data, a Escola passou a denominar-se: Escola Normal Regional, Primário Comum e Primário de Aplicação.

No ano de 1970, a Escola Normal Ginasial Medianeira foi reconhecida oficialmente pela Secretaria de Educação e em 1972, por força da Lei nº 5692/71, o Curso Normal começou sua fase gradativa de extinção e a Escola introduziu o Curso de 1º Grau, adequando seus currículos à Reforma do Ensino.

Em julho de 1974 o Curso Normal Ginasial foi extinto. A partir desse ano, passou a funcionar, na Escola Normal Ginasial Medianeira, somente o Ensino de 1º Grau – 1ª à 8ª série, regido pela Lei 5692/71.

Em 1987, foi iniciado oficialmente o Jardim de Infância e posteriormente todas as séries da Educação Infantil.

Quem Somos

As Irmãzinhas da Imaculada Conceição fazem parte de uma família religiosa com ideais comuns, que procura seguir os passos de Jesus Cristo, aberta à Igreja e ao mundo. Que busca colaborar na realização do Reino de Deus, da maneira de Santa Paulina; que se compromete com os apelos e desafios da realidade; que procura ser uma presença profética inserida nas lutas em defesa e promoção da vida; que tem um coração sensível e solidário capaz de acolher e alimentar a esperança no Deus de Jesus Cristo. Santa Paulina, primeira santa do Brasil, fundou a Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição, que é a mantenedora das escolas da rede.

A Escola Medianeira completa, em 2022, 65 anos de missão e atividades educacionais em Santa Maria e é uma das cinco Unidades de Educação da Rede Santa Paulina. A Escola conta um corpo docente formado por Professores, Auxiliares, Monitores, Coordenadoras Pedagógicos, Orientadores Educacionais, Apoio Educacional e Profissionais nos Setores: Administração, Secretaria, Pastoral, Recepção e Serviços de Manutenção, além das Irmãs.

A Rede Santa Paulina tem como lema: “Educação, serviço à vida” e emprega todos os esforços para melhorar, constantemente, a qualidade de ensino, cultivando valores humanos e cristãos que contribuem na formação da cidadania e na qualidade de vida de cada pessoa que convive conosco.

Santa Paulina dizia: “os colégios são parte das mais importantes dos trabalhos da Congregação”, pois neles educa-se evangelizando e evangeliza-se educando, em uma construção baseada no diálogo, na partilha e na doação. Em nosso lema, “Educação, serviço à vida”, buscamos construir essa evangelização.